Ubuntu Studio para substituir o Xfce pelo ambiente de desktop KDE Plasma

6 de maio de 2020

Ubuntu Studio é um popular sabor oficial do Ubuntu feito sob medida para criadores de conteúdo criativo envolvidos na produção de áudio, vídeo, gráficos, fotografia e publicação de livros. Ele oferece muitos aplicativos de criação de conteúdo multimídia prontos para uso com a melhor experiência possível.

Após o recente lançamento de 20.04 LTS, a equipe do Ubuntu Studio destacou algo muito importante em seu anúncio oficial. E, provavelmente, nem todos notaram as informações principais, ou seja, o futuro do Ubuntu Studio.

Ubuntu Studio 20.04 será a última versão a ser enviada com o ambiente de desktop Xfce. Todas as versões futuras usarão KDE Plasma.

Por que o Ubuntu Studio está abandonando o XFCE?

Ubuntu Studio Kde Xfce Conforme seu esclarecimento, o Ubuntu Studio não está focado em nenhuma aparência/sensação específica, mas visa fornecer a melhor experiência de usuário possível. E o KDE prova ser uma opção melhor.

O Plasma provou ter ferramentas melhores para artistas gráficos e fotógrafos, como pode ser visto no Gwenview, Krita e até mesmo no gerenciador de arquivos Dolphin. Além disso, tem suporte para tablet Wacom melhor do que qualquer outro ambiente de área de trabalho. Ficou tão bom que a maioria da equipe do Ubuntu Studio agora está usando o Kubuntu com o Ubuntu Studio adicionado através do Ubuntu Studio Installer como seu driver diário. Com tantos de nós usando o Plasma, o momento parece certo para nos concentrarmos em uma transição para o Plasma em nosso próximo lançamento. É claro que cada ambiente de desktop foi feito sob medida para algo diferente. E, aqui, eles acham que o KDE Plasma será o ambiente de área de trabalho mais adequado, substituindo o XFCE para fornecer uma melhor experiência de usuário a todos os usuários.

Embora eu não tenha certeza de como os usuários vão reagir a isso, já que cada usuário tem um conjunto diferente de preferências. Se os usuários existentes não tiverem problemas com o KDE, não será um grande problema.

É importante notar que o Ubuntu Studio também mencionou porque o KDE é potencialmente uma escolha superior para eles:

O ambiente de desktop Plasma, sem o Akonadi, tornou-se tão leve no uso de recursos quanto o Xfce, talvez ainda mais leve. Outras distribuições Linux com foco em áudio, como Fedora Jam e KXStudio, historicamente usaram o ambiente de desktop KDE Plasma e se deram bem com o áudio. Além disso, eles destacaram um artigo de Jason Evangelho na Forbes, onde alguns benchmarks revelam que o KDE é quase tão leve quanto o Xfce. Mesmo que seja um bom sinal - ainda temos que esperar os usuários testarem o Ubuntu Studio com KDE. Só então seremos capazes de observar se a decisão do Ubuntu Studio de abandonar o ambiente de desktop XFCE foi a coisa certa a fazer.

O que mudará para os usuários do Ubuntu Studio após essa mudança?

O fluxo de trabalho geral pode ser afetado (ou melhorar) avançando com o KDE no Ubuntu Studio 20.10 e posterior.

No entanto, o processo de atualização (de 20.04 a 20.10) resultará em sistemas corrompidos. Portanto, uma nova instalação do Ubuntu Studio 20.10 ou versões posteriores será o único caminho a percorrer.

Eles também mencionaram que estarão constantemente avaliando se há duplicação com os aplicativos pré-instalados. Então, acredito que mais detalhes virão nos próximos dias.

Ubuntu Studio é a segunda distribuição que mudou seu ambiente de desktop principal nos últimos tempos. Anteriormente, Lubuntu mudou para LXQt do LXDE.

O que você acha dessa mudança? Sinta-se à vontade para compartilhar suas ideias nos comentários abaixo.

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente escrito por Ankush Das e publicado no site itsfoss.com. Tradução sujeita a revisão.

Ubuntu Studio To Replace Xfce With KDE Plasma Desktop Environment

Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda