Tutanota lança nova ferramenta criptografada para apoiar a liberdade de imprensa

3 de maio de 2019

Um provedor de e-mail seguro anunciou o lançamento de um novo produto projetado para ajudar os denunciantes a levar suas informações à mídia. A ferramenta é gratuita para jornalistas.

Tutanota ajuda você a proteger sua privacidade

Tutanota Logo

Tutanota é uma empresa alemã que oferece o serviço de e-mail mais seguro do mundo, fácil de usar e privado por design. Eles oferecem criptografia ponta a ponta para seu serviço de e-mail seguro. Recentemente, a Tutanota anunciou um aplicativo de desktop para seu serviço de e-mail.

Eles também usam autenticação de dois fatores e código aberto do código que usam.

Embora você possa obter uma conta gratuitamente, não precisa se preocupar com a venda de suas informações ou com a exibição de anúncios. A Tutanota ganha dinheiro cobrando por recursos extras e armazenamento. Eles também oferecem soluções para organizações sem fins lucrativos.

A Tutanota lançou um novo serviço para ajudar ainda mais jornalistas, ativistas sociais e denunciantes a se comunicarem com segurança.

Secure Connect: um formulário criptografado para sites

Comunicação segura Comunicação segura A Tutanota lançou um novo software chamado Secure Connect. Secure Connect é um formulário de contato criptografado de código aberto para sites de notícias. O objetivo do projeto é criar um meio para que os denunciantes possam entrar em contato com os jornalistas de forma segura. Tutanota escolheu o dia certo porque 3 de maio é o Dia da Liberdade de Imprensa.

De acordo com Tutanota, o Secure Connect foi desenvolvido para ser facilmente adicionado a sites, mas também pode funcionar em qualquer blog para garantir o acesso de agências de notícias menores. Um denunciante acessaria o aplicativo Secure Connect em um site de notícias, de preferência usando o Tor, e digitaria qualquer informação que desejasse revelar. O denunciante também poderia fazer upload de arquivos. Depois de enviar as informações, o Secure Connect atribuirá um endereço aleatório e uma senha, o que permite ao denunciante acessar novamente a mensagem enviada em um estágio posterior e verificar as respostas do site de notícias.

Formulário de contato criptografado do Secure Connect

Formulário de contato criptografado do Secure Connect Embora a Tutanota esteja oferecendo o Secure Connect aos jornalistas gratuitamente, eles sabem que alguém terá que pagar a conta. Eles planejam financiar o desenvolvimento do projeto vendendo-o para empresas, como advogados, instituições financeiras, instituições médicas, instituições de ensino e autoridades. Os não jornalistas teriam de pagar € 24 por mês.

Você pode ver uma demonstração do Secure Connect, clicando aqui. Se você for um jornalista interessado em adicionar o Secure Connect ao seu site ou blog, pode contatá-los em [email protected]. Certifique-se de incluir um link para o seu site.

Considerações finais sobre Secure Connect

Tenho lido várias vezes sobre denunciantes cujas identidades foram acidentalmente expostas, por eles próprios ou por terceiros. O projeto de Tutanota parece que eliminaria essa possibilidade, tornando impossível para outras pessoas descobrirem sua identidade. Também oferece a ambas as partes uma maneira fácil de trocar informações sem se preocupar com criptografia ou chaves PGP.

Eu entendo que não é o mesmo que Firefox Send, outro programa de compartilhamento de arquivos criptografados da Mozilla. A única pergunta que tenho é de quais servidores estarão as informações dos denunciantes?

Você acha que o Secure Connect da Tutanota será uma bênção para denunciantes e ativistas? Por favor, deixe-nos saber nos comentários abaixo.

Se você achou este artigo interessante, por favor, reserve um minuto para compartilhá-lo nas redes sociais, Hacker News ou Reddit.

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente escrito por John Paul e publicado no site itsfoss.com. Tradução sujeita a revisão.

Tutanota Launches New Encrypted Tool to Support Press Freedom

Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda