Toyota Motors e sua jornada Linux

10 de janeiro de 2019

Esta é uma apresentação da comunidade do leitor de It’s FOSS, Malcolm Dean.

Falei com Brian R Lyons da TMNA Toyota Motor Corp North America sobre a implementação do Linux nos sistemas de infoentretenimento da Toyota e Lexus. Eu descobri que há um Automotive Grade Linux (AGL) sendo usado por vários fabricantes de automóveis.

Elaborei um pequeno artigo sobre minha discussão com Brian sobre a Toyota e seu encontro com o Linux. Espero que os entusiastas do Linux gostem deste pequeno bate-papo.

Todos os veículos Toyota e veículos Lexus vão usar Automotive Grade Linux (AGL) principalmente para o sistema de infoentretenimento. Isso é fundamental para a Toyota Motor Corp porque, de acordo com o Sr. Lyons Como líder em tecnologia, a Toyota percebeu que a adoção da metodologia de desenvolvimento de código aberto é a melhor maneira de acompanhar o ritmo acelerado das novas tecnologias.

Como líder em tecnologia, a Toyota percebe que adotar a metodologia de desenvolvimento de código aberto é a melhor maneira de acompanhar o ritmo acelerado das novas tecnologias. Click to Tweet Pensou Toyota, entre outras empresas automotivas, um sistema operacional baseado em Linux pode ser mais barato e rápido quando se trata de atualizações e upgrades em comparação com o uso de software proprietário.

Uau! Finalmente Linux em um veículo. Eu uso Linux todos os dias no meu desktop; que ótima maneira de expandir o uso deste software incrível para um setor completamente diferente.

Fiquei curioso quando a Toyota decidiu usar o Automotive Grade Linux (AGL). De acordo com o Sr. Lyons, isso remonta a 2011.

A Toyota tem sido um membro ativo e contribuidor da AGL desde seu lançamento, há mais de cinco anos, colaborando com outros OEMs, Tier 1s e fornecedores para desenvolver uma plataforma robusta baseada em Linux com maior segurança e recursos

Toyota Infotainment Toyota Infotainment Em 2011, Toyota se juntou à Linux Foundation e iniciou discussões sobre o software IVI (In-Vehicle Infotainment) com outros fabricantes de automóveis e empresas de software. Como resultado, em 2012, o grupo de trabalho Automotive Grade Linux foi formado na Linux Foundation.

O que a Toyota fez a princípio no grupo AGL foi adotar a abordagem de primeiro código tão normal quanto nos domínios de código aberto e, em seguida, iniciar a conversa sobre a direção inicial, especificando especificações de requisitos que foram discutidas entre OEMs de automóveis, empresas IVI Tier-1, empresas de software e assim por diante.

A Toyota já havia percebido que compartilhar o código do software entre as empresas Tier1 seria essencial na época em que se juntou à Linux Foundation. Isso acontecia porque o custo de manutenção de um software tão grande era muito caro e não era mais uma diferenciação pelas empresas de Nível 1. A Toyota e suas empresas fornecedoras de Nível 1 queriam gastar mais recursos em novas funções e novas experiências de usuário em vez de manter o código convencional por conta própria.

Isso é muito importante, pois as empresas automotivas se uniram para promover sua cooperação. Muitas empresas adotaram isso depois de considerar o software proprietário caro.

Hoje, AGL é usado para todos os veículos Toyota e Lexus e é usado em todos os mercados onde os veículos são vendidos.

Como alguém que vendeu carros para a Lexus, acho que este é um grande passo em frente. Eu e outros associados de vendas tínhamos muitos clientes que voltavam para falar com um especialista em tecnologia para aprender sobre todos os recursos de seu sistema de infoentretenimento.

Eu vejo isso como um grande passo à frente para a comunidade Linux e usuários. O sistema operacional que usamos diariamente está sendo colocado em uso bem na nossa frente, embora de uma forma modificada, mas está lá mesmo assim.

Aonde isso leva? Esperançosamente, uma experiência mais amigável e menos problemática para os consumidores.

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente escrito por Abhishek Prakash e publicado no site itsfoss.com. Tradução sujeita a revisão.

Toyota Motors and its Linux Journey

Propaganda
Propaganda