Sparkylinux 2021.03 introduz uma edição do KDE Plasma, atualização XFCE 4.16 e mais upgrades

8 de março de 2021

Sparkylinux é um sistema operacional baseado em debian que visa fornecer uma experiência rápida, leve e totalmente personalizável ao usuário. Fora da caixa, o usuário tem a opção de escolher quatro ambientes de desktop diferentes que serão fornecidos com um conjunto de software de código aberto pré-instalado.

Os desenvolvedores por trás da Sparky Linux anunciaram o lançamento dO "Sparkylinux 2021.03", que é baseado no "Bullseye", ramo de teste do Debian, e é uma distribuição de lançamento contínuo.

Esta nova versão apresenta muitas atualizações e novos ambientes de desktop. Vamos dar uma olhada no que está em oferta.

KDE Plasma Edition

A adição mais importante para Sparkylinux com a nova versão é a adição de uma edição do KDE Plasma.

Ele executa o ambiente de desktop do KDE Plasma 5.20.5 e está sendo oferecido com as aplicações de KDE Frameworks 5.78 e KDE 20.12.2.

Xfce 4.16.

Com o lançamento do Sparkylinux 2021.03, o XFCE foi atualizado para 4.16 e está sendo oferecido com alguns atalhos extras de teclado.

O ambiente XFCE Desktop é destinado a aqueles que preferem uma experiência muito mínima e leve.

LXQt 0.16.0.

O ambiente de desktop LXQT também foi atualizado para a versão 0.16.0.

Ele possui alguns atalhos de teclado extras e uma série de novas aplicações que incluem, Clementine em vez de Exaile como o reprodutor de áudio padrão, Kopete em vez do Pidgin para mensagens instantâneas, Konversation em vez de Hexchat e Webcamoid em vez do Cheese como o aplicativo webcam.

Mate 1.24.1.

O Mate Desktop Ambiente foi atualizado para a versão 1.24.1 sem quaisquer alterações específicas, conforme visto com os outros ambientes de desktop.

Sparky APTus AppCenter 20210302

O Sparky AppTus AppCenter é uma ferramenta GUI que facilita a instalação de novos aplicativos com um único clique.

Em sua forma atual, pode-se pensar que é um pouco primitivo, mas novas atualizações estão sendo enviadas para ele regularmente e com Linux Sparky 2021.03, versão 20210302 do Sparky APTus AppCenter está sendo oferecida.

Outras melhorias

O Sparky Linux 2021.03 apresenta o kernel do Linux 5.10.13 com a opção de obter 5.11.3 ou 5.12-RC2 através dos repositórios instáveis de Sparky.

Além disso, muitos aplicativos foram atualizados que incluem:

  • Mozilla Firefox 86.0
  • Mozilla Thunderbird 78.8.0
  • LibreOffice 7.0.4.2.
  • OpenBox 3.6.1.
  • VLC 3.0.12.
  • Calamares 3.2.37.
  • KPmcore 20.12.3.

Para mais informações, você também pode ler o anúncio oficial.

Obtenha Sparkylinux 2021.03.

Os usuários existentes podem atualizar seu sistema através da ferramenta "Sparky Upgrade" ou executar os seguintes comandos para atualizar seu sistema.

O usuário pode executar diretamente o seguinte comando digitando ou colando-o no terminal:

Comandos para usar no terminal

sparky-upgrade

ou

Abra o terminal e digite ou cole o seguinte comando para obter o pacote de atualização:

Comandos para usar no terminal

sudo apt update

Em seguida, digite ou cole o seguinte comando no terminal para atualizar SparkyLinux:

Comandos para usar no terminal

sudo apt full-upgrade

Se você é um novo usuário, poderá ir para a página oficial de downloads para obter a imagem ISO adequada.

Sparkylinux

Seis imagens ISO diferentes estão disponíveis para download que incluem quatro diferentes ambientes de desktop, lxqt, mate, xfce e kde. Você também encontrará duas outras adições como uma edição de GUI mínima e uma edição de linha de comando.

Para obter informações sobre as instruções de SparkyLinux ou Instalação, você pode ir para o Wiki oficial.

Você já tentou Sparkylinux 2021.03 ainda? Sinta-se à vontade para me deixar saber seus pensamentos nos comentários.

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente escrito por Sourav Rudra e publicado no site itsfoss.com. Traduzido pela rtland.team

SparkyLinux 2021.03 Release Introduces a KDE Plasma Edition, Xfce 4.16 Update, and More Upgrades

Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda