Em uma jogada para reter usuários CentOS em pequena escala, a Red Hat permite o download gratuito do RHEL [com algumas condições]

21 de janeiro de 2021

Você provavelmente está ciente da maneira como a Red Hat decidiu descontinuar o CentOS 8 e substituí-lo pelo lançamento contínuo do CentOS.

Isso criou uma espécie de rebelião entre os usuários do CentOS que, com razão, viam isso como traição e uma "jogada idiota" da Red Hat para forçá-los a comprar a licença RHEL.

CentOS não estava agregando valor ao Red Hat

Após a reação massiva, Red Hat tentou defender a decisão e seus desenvolvedores começaram a dizer que a ‘mensagem poderia ter sido transmitida de uma maneira melhor’.

No entanto, apenas alguns dias depois, o vice-presidente de Engenharia do Linux da Red Hat revelou o verdadeiro motivo, todos já sabiam: o CentOS não estava realmente fornecendo utilidade para a Red Hat.

Eu diria que o grande problema para nós era que o CentOS em si não estava fornecendo tanta utilidade ao Red Hat. A maioria das comunidades que criamos, o Fedora por exemplo, tem muito envolvimento bidirecional com a comunidade. Infelizmente, o CentOS nunca foi assim. Sempre foi uma comunidade de usuários, de modo que esse modelo de contribuição era basicamente unilateral.

Mike McGrath, VP de Engenharia do Linux da Red Hat

Então, entre “a mensagem poderia ter sido transmitida melhor” e “CentOS não estava realmente fornecendo utilidade para a Red Hat”, uma coisa estava clara. Os usuários existentes do CentOS já estavam procurando por distribuições alternativas do CentOS.

A Red Hat viu o possível êxodo de usuários CentOS e, portanto, tenta aplacar os usuários irritados com uma assinatura gratuita do RHEL.

Programa RHEL sem custo para fornecer assinaturas RHEL gratuitas para até 16 servidores

A Red Hat percebeu que as pessoas estavam preocupadas em ter que pagar pela licença da Red Hat ou migrar seus servidores para outras distribuições.

E, portanto, eles vêm com o plano para permitir que eles usem o RHEL gratuitamente, desde que não tenham mais de 16 servidores. O plano deve estar disponível antes de 1º de fevereiro de 2021.

Lembre-se de que os programas 'RHEL sem custo' vêm sem o suporte da Red Hat (para problemas técnicos). Você pode usar o Red Hat, é isso. Se você quiser suporte, terá que fazer um upgrade (pagar em dinheiro).

E quanto aos clientes intermediários a grandes, usando mais de 16 servidores?

A mudança sempre foi voltada para empresas de médio porte que usam o CentOS gratuitamente. Eles são os únicos que podem pagar pela assinatura do Red Hat. Pequenas empresas com poucos servidores podem migrar facilmente para uma das alternativas CentOS. Migrar 20, 50 ou 100 servidores seria um problema muito maior e pagar para a Red Hat seria melhor para alguns nesses casos.

CentOS Stream não é anunciado como capaz de carga de trabalho de produção

Veja esta seção do anúncio oficial da Red Hat.

Aí diz que o RHEL é a escolha ideal para carga de trabalho de produção. Para o CentOS Stream, não diz tal coisa, apesar de seus desenvolvedores alegarem nas redes sociais que o CentOS Stream não é um produto beta, não é uma versão contínua e estável o suficiente para rodar servidores de produção.

De alguma forma, essa confiança no CentOS Stream evaporou no anúncio oficial? Ou talvez o motivo real seja apresentar a Red Hat como sua recomendação para servidores de produção. Você decide.

O ramo de oliveira oferecido pela Red Hat pode deixar alguns usuários de pequena escala felizes. Mas isso não limpa a ganância corporativa pintada sobre eles. O que você acha?

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente escrito por Abhishek e publicado no site itsfoss.com. Traduzido pela rtland.team

In a Move to Retain Small-Scale CentOS Users, Red Hat Allows Free RHEL Download [With Ifs and Buts]

Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda