Linux Kernel 5.8 “O maior lançamento de todos os tempos” está finalmente disponível agora

Linus Torvalds chamou de o maior lançamento de todos os tempos. Confira quais são as principais mudanças no recém-lançado Linux Kernel 5.8.

7 de agosto de 2020
Linux Kernel 5.8 “O maior lançamento de todos os tempos” está finalmente disponível agora

Linux 5.8 é um dos maiores lançamentos de todos os tempos, conforme apontado por Linus Torvalds. No entanto, ao contrário de outras versões, você pode não ver muitas mudanças atraentes para um usuário médio entender.

No geral, a versão 5.8 do kernel Linux apresenta mais suporte de drivers, melhorias de segurança e otimizações.

Apenas para colocar em perspectiva, Linus Torvalds mencionou isso com o lançamento do Linux 5.8 RC1:

Mas, novamente, o 5.8 está lá entre os melhores, apesar de não ter realmente nada que se destaque. Sim, há algumas grandes mudanças de driver (habanalabs e atomisp) que certamente fazem parte disso, mas não são tão unilaterais como alguns dos outros grandes lançamentos históricos foram.

Neste artigo, vamos dar uma olhada no que há de novo no Linux Kernel 5.8.

Kernel Linux 5.8: principais mudanças

Kernel Linux 5 .8 lançado

Apesar de considerá-lo como um dos maiores lançamentos, é óbvio ver uma série de mudanças técnicas. Aqui, vamos nos concentrar nos destaques importantes que mais importam para o usuário final.

Suporte de código aberto de drivers para GPUs Adreno 405/640/650

O Linux 5.8 envolve atualizações para os drivers MSM de código aberto (Freedreno), que agora traz suporte para GPUs Adreno da Qualcomm 405, 640 e 650.

Isso não é algo significativo para o Linux desktop, mas você pode encontrar essas GPUs móveis em alguns dos mais recentes SoCs como Snapdragon 855+ e Snapdragon 865 (que você pode encontrar no smartphone Galaxy S20).

Melhor suporte ao driver Radeon

A AMD tem trabalhado arduamente para melhorar seu suporte de GPU no kernel Linux 5.8 mais recente.

Junto com algumas melhorias de desempenho, você também encontrará vRAMs criptografados habilitados com a ajuda do suporte TMZ (Trusted Memory Zone) no driver de kernel AMDGPU no Linux 5.8.

Para não esquecer, o driver também tem uma melhoria para lidar com falhas térmicas críticas. Em outras palavras, se sua GPU AMD ficar acima do limite de temperatura seguro, o driver desligará a GPU para evitar danos à placa de vídeo.

Correções de mitigação de espectro

É evidente que a Intel não se cansa de vulnerabilidades de segurança em seus chipsets. No entanto, parece que existem algumas mudanças importantes feitas no tratamento de mitigação de espectro do Linux.

Eu não sou um especialista nisso, mas parece que o tratamento de mitigação que foi implementado afetou as CPUs AMD sem motivo. Portanto, era necessário corrigir. Esta mudança também está sendo portada para a série estável.

Suporte para processador POWER10

POWER10 é um processador IBM + OpenPOWER que chegará em 2021.

E ele vai ser fabricado usando um processador de 7 nm (Intel, vamos lá!) e tem como objetivo oferecer grandes melhorias em relação à microarquitetura POWER9.

Novo suporte Arm SoCs

Embora eu já tenha mencionado o suporte para drivers de código aberto em SoCs móveis modernos mas, com o Linux 5.8, parece que há algumas novas placas (ou SoCs) como Realtek RTD1195 suportadas nesta versão.

Apresentando o driver para AMD Energy

Se você tem uma CPU Zen/Zen2 AMD, ficará feliz em saber que com o lançamento do Linux 5.8, o AMD Energy Driver finalmente chegou!

Isso permitirá que você obtenha relatórios de energia por soquete/por núcleo em CPUs Zen/Zen2, que você não era capaz de saber antes. Caso você esteja se perguntando, isso é útil para os usuários curiosos sobre o consumo de energia da CPU.

Melhorias do driver exFAT

Embora o Linux 5.7 envolva a adição de um driver de sistema de arquivos exFAT, a Samsung enviou algumas melhorias de otimização e correções para ele no Linux 5.8.

Suporte DAX aprimorado

Se você gosta de usar a memória Optane da Intel para acelerar as coisas em seu sistema, o código DAX aprimorado permitirá que a memória persistente acesse arquivos diretamente sem a necessidade do cache de página. Portanto, o Linux 5.8 fará o melhor possível.

Se você está curioso para saber mais sobre isso, sugiro que você leia uma das documentações sobre memória persistente Intel Optane DC.

Suporte Thunderbolt aprimorado

Parece que com o Linux 5.8, também veremos suporte para sistemas não-x86 (suporte ARM) ao Thunderbolt.

Além disso, você também notará o suporte Thunderbolt para Intel Tiger Lake.

Claro, existem algumas outras melhorias USB, bem como atualizações de driver USB Type-C, entre outras.

Outras mudanças no kernel Linux 5.8

O Linux Kernel 5.8 é, de fato, uma versão importante com muitas atualizações de driver, melhorias de segurança e otimizações de desempenho.

Como de costume, o Phoronix rastreia todos os relatórios detalhados para cada mudança envolvida no Linux 5.8. Você pode consultar o artigo de recurso do Linux 5.8 Kernel para mergulhar em mais detalhes técnicos para as mudanças envolvidas.

Como obter o Kernel 5.8?

Como explicamos no passado, a maioria das distribuições Linux não fornece o kernel mais recente. O lançamento contínuo de distribuições como Arch pode torná-lo disponível em breve, mas distribuições focadas na estabilidade como Debian ou Ubuntu não o disponibilizarão para todos os seus usuários.

Isso não significa que você não pode obter o kernel 5.8 no Ubuntu ou Debian. Se você realmente quiser e tiver um conhecimento razoável da linha de comando do Linux, você pode atualizar para o kernel Linux da linha principal mais recente no Ubuntu manualmente. Mas faça isso apenas se precisar e se sentir confortável para fazê-lo. Eu não recomendo para todos.

Em conclsão

O que você acha do Linux Kernel 5.8? Você acha que é um lançamento empolgante, visto que é o maior lançamento de todos os tempos?

Sinta-se à vontade para me dar sua opinião nos comentários abaixo.

Aproveite e assista um de nossos vídeos