Como instalar e usar o Etcher no Linux para gravar Live Linux em USB

Etcher é um aplicativo gravador de USB popular para criar drives USB Linux inicializáveis. Deixe-me mostrar como instalá-lo e como usá-lo para fazer um disco Linux ativo.

11 de novembro de 2020
Como instalar e usar o Etcher no Linux para gravar Live Linux em USB

Etcher é um aplicativo de flash USB popular para criar drives USB Linux inicializáveis. Deixe-me mostrar como instalá-lo e como usá-lo para fazer um disco Linux ativo.

Etcher: uma ferramenta de código aberto para atualizar o ISO do Linux em cartões SD e unidades USB

Etcher é um projeto de código aberto da Balena para ajudar a flashear cartões SD para Raspberry Pi. Na verdade, nós o usamos em nosso tutorial sobre como instalar o Raspbian OS em um cartão SD.

Não apenas limitado a cartões SD, você também pode usar o Etcher para fazer uma unidade USB inicializável, assim como criamos um USB ativo de Manjaro no Linux com a ajuda dele.

Desde seu primeiro lançamento, Etcher chamou a atenção por sua interface elegante e simplicidade de uso.

Etcher Mxlinux

Neste artigo, vou me concentrar nas etapas para ajudá-lo a instalar o Etcher no Linux. E então, também mostrarei como usá-lo. Antes de fazer isso, vou apresentar uma visão geral dos recursos que ele oferece:

Características do Etcher

  • Valida a unidade antes de gravar
  • Interface de usuário bonita
  • Detecta automaticamente a unidade USB/cartão SD para evitar a limpeza do HDD em seu computador
  • Suporte multiplataforma (Windows, macOS e Linux)
  • Gravação rápida
  • Processo simples de três etapas

Na prática, você obtém tudo o que é necessário para fazer o flash das imagens do SO em um cartão SD e uma unidade USB. Também é muito bom saber que eles planejam adicionar o suporte de gravação simultânea a vários dispositivos de acordo com seu roteiro.

Instalando Etcher no Linux

Para começar, você deve pegar o arquivo AppImage que ele oferece (adequado para qualquer distribuição Linux) de seu site oficial.

Você só precisa acessar sua página inicial e fazer o download para o seu sistema (32 bits/64 bits):

Download do site oficial do Etcher

No meu caso, obtive o arquivo AppImage de 64 bits para Ubuntu. Você pode consultar nosso guia sobre uso de arquivos AppImage no Linux, mas darei uma ideia do que você precisa fazer a seguir.

Você precisa dar ao arquivo permissões para executar e pode fazer isso clicando com o botão direito do mouse no arquivo AppImage -> Propriedades.

Permissão Balena Etcher

A seguir, clique em “Permitir execução como um programa” na guia Permissões da imagem abaixo.

Execute Etcher AppImage

Agora, basta clicar duas vezes no arquivo AppImage para iniciar balenaEtcher!

Isso deve funcionar em qualquer distribuição Linux. Em ambos os casos, você também pode acessar a seção de lançamentos no GitHub para encontrar RPM, DEB, e o código fonte se deseja se você quiser compilar da fonte ou apenas inastalar usando arquivos .rpm ou .deb.

Você também pode consultar nosso guia sobre sobre uso do arquivo deb no Ubuntu para instalar aplicativos.

Atenção: Foi notado que quando você usa o Etcher para criar distribuições de USB Live do Linux, ele deixa o USB em um estado aparentemente inutilizável, onde tem apenas alguns MB de espaço livre e não pode ser formatado diretamente. No Linux, você pode usar a ferramenta Discos para excluir manualmente as partições e formatá-las.

Usando Etcher no Linux

É apenas um processo de três etapas para começar a usar o Etcher. Deve ser autoexplicativo de acordo com as instruções na tela após você iniciá-lo, mas apenas para lhe dar uma mão, aqui está o que você deve fazer:

Etapa 1: Selecione o arquivo de imagem ISO apropriado ou o URL do arquivo que você precisa para fazer o flash (conforme mostrado na imagem abaixo).

Balena Etcher Select

Etapa 2: Em seguida, você terá que selecionar o dispositivo de destino. Ele detecta e destaca automaticamente os dispositivos removíveis para ajudá-lo a evitar a seleção de qualquer local de armazenamento interno.

Etcher Select Target

Neste caso, tenho uma unidade USB conectada e também selecionada (como mostrado na imagem abaixo).

Dispositivo de destino do Etcher

Etapa 3: Agora, tudo o que você precisa fazer é gravar (flash) a imagem e esperar que seja concluída com êxito.

Flash de Etcher

Veja como está o progresso:

Flashing Etcher

E está feito!

Flash de Etcher completo

Baixar Etcher da Balena

Em conclusão

Etcher é uma ferramenta útil para fazer flash de imagens do SO para cartões SD e drives USB. Costumo usá-lo principalmente para criar drives USB dinâmicos para testar distros Linux e estou bem satisfeito.

O que você prefere usar para criar unidades inicializáveis? Você já experimentou o Etcher? Deixe-me saber sua opinião nos comentários abaixo.

Via itsfoss.com. Você pode conferir o post original em inglês:

How to Install and Use Etcher on Linux for Making Live Linux USB
Aproveite e assista um de nossos vídeos