Hitler usando Docker é a coisa mais engraçada que você verá hoje

16 de abril de 2016

! [Hitler usando o vídeo engraçado do Docker](hitler-docker-parody.webp) Hitler usando o vídeo engraçado do Docker

Vídeo de paródia da queda de Hitler no Docker.

Uma e outra vez eu encontro alguns vídeos que são incrivelmente engraçados. Não, eu não estou falando sobre cães, gatos ou outros vídeos de animais. Estou falando sobre vídeos que são engraçados para um Linux, programador geek.

No passado, compartilhei com vocês alguns vídeos engraçados como Game of Thrones geek parody e explicação do MacBook 2015. E hoje, vou compartilhar com vocês este [vídeo da queda] engraçado (https://www.youtube.com/watch?v=t7PmzdINGZk) de Hitler usando Docker.

Eu já postei na é a página do FOSS no Facebook, mas considerando que nem todos vocês estão no Facebook, decidi compartilhar aqui. E por que não deveria? É muito engraçado não compartilhar.

Não se preocupe se você não for um usuário do Docker, o vídeo ainda fará cócegas em seus ossos engraçados. Você vai acreditar em minhas palavras depois de assistir.

Apenas uma palavra de cautela, se você entende a língua alemã, pode não achar engraçado o suficiente porque você entenderá os diálogos. São as legendas que tornam tudo tão engraçado.

Aqui vamos nós:

Minha cena favorita é onde a mulher consola a outra não chora. Agora você pode usar Bash no Windows

Tenho certeza que você gostaria deste vídeo. Este vídeo Hitler Downfall foi usado várias vezes no passado para uma série de vídeos de paródia. Um desses vídeos é o vídeo da queda do Linux. É engraçado, mas triste ao mesmo tempo para a perspectiva de um usuário Linux.

Aproveite os vídeos e se você tiver joias semelhantes, compartilhe com o resto de nós na seção de comentários :)

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente escrito por Abhishek Prakash e publicado no site itsfoss.com. Tradução sujeita a revisão.

Hitler Using Docker Is The Funniest Thing You’ll See Today

Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda