Como liberar espaço na partição /boot no Ubuntu Linux?

29 de outubro de 2020

Outro dia, recebi um aviso de que a partição de boot está quase cheia ou não tem mais espaço. Sim, tenho uma partição de boot separada, acredito que poucas pessoas fazem isso hoje.

Esta foi a primeira vez que vi esse erro e isso me deixou confuso. Agora, existem várias maneiras de liberar espaço no Ubuntu (ou distros baseadas no Ubuntu), mas nem todas são úteis neste caso.

É por isso que decidi escrever sobre as etapas que segui para liberar algum espaço na partição /boot.

Libere espaço na partição /boot do Ubuntu (se a partição de boot estiver ficando sem espaço)

Título "Liberando espaço na partição /boot no Ubuntu"

Aconselho você a ler atentamente as soluções e seguir a mais adequada para sua situação. É fácil, mas você precisa ter cuidado ao executar alguns deles em seus sistemas de produção.

Método 1: usando apt autoremove

Você não precisa ser um especialista em terminal para fazer isso, é apenas um comando e você removerá kernels não utilizados para liberar espaço na partição /boot.

Tudo que você precisa fazer é digitar:

Comandos para usar no terminal

sudo apt autoremove

Isso não apenas removerá kernels não utilizados, mas também eliminará as dependências de que você não precisa ou que não são necessárias para nenhuma das ferramentas instaladas.

Depois de inserir o comando, ele listará as coisas que serão removidas e você só precisa confirmar a ação. Se estiver curioso, você pode examiná-lo cuidadosamente e ver o que ele realmente remove.

É assim que vai ficar:

Terminal mostrando o comando apt autoremove

Você deve pressionar Y para continuar.

É importante notar que esse método só funcionará se você tiver um pouquinho de espaço restante e receber o aviso. Mas, se sua partição /boot estiver cheia, o APT pode nem funcionar.

No próximo método, destacarei duas maneiras diferentes pelas quais você pode remover kernels antigos para liberar espaço usando uma GUI e também o terminal.

Método 2: Remover Kernel não usado manualmente (se o apt autoremove não funcionar)

Antes de tentar remover qualquer kernel antigo para liberar espaço, você precisa identificar o kernel ativo atual e certificar-se de não excluí-lo.

Para verificar a versão do kernel, digite o seguinte comando no terminal:

Comandos para usar no terminal

uname -r

O comando uname é geralmente usado para obter informações do sistema Linux. Aqui, este comando exibe o kernel Linux atual em uso. Deve ser assim:

Terminal mostrando o comando uname

Agora que você sabe qual é o seu kernel Linux atual, basta remover aqueles que não correspondem a esta versão. Você deve anotá-lo em algum lugar para garantir que não o remova acidentalmente.

Em seguida, para removê-lo, você pode utilizar o terminal ou a GUI.

Atenção: Seja extremamente cuidadoso ao excluir kernels. Identifique e exclua apenas kernels antigos, não o atual que você está usando, caso contrário, você terá um sistema quebrado.

Usando uma interface gráfica para remover kernels Linux antigos

Você pode usar o Gerenciador de Pacotes Synaptic ou uma ferramenta como o Stacer para começar. Pessoalmente, quando encontrei uma partição full /boot com o apt quebrado, usei o Stacer para me livrar dos kernels mais antigos. Então, deixe-me mostrar como fica.

Primeiro, você precisa iniciar o “Stacer” e, em seguida, navegar até o desinstalador do pacote, conforme mostrado na captura de tela abaixo.

Stacer mostrando kernels instalados

Aqui, procure por “image” e você encontrará as imagens dos Kernels Linux que possui. Você apenas tem que deletar as versões antigas do kernel e não sua imagem atual do kernel.

Eu indiquei meu kernel atual e kernels antigos no meu caso na imagem acima, então você deve ter cuidado com a versão do kernel em seu sistema.

Você não precisa deletar mais nada, apenas aqueles que são as versões mais antigas do kernel.

Da mesma forma, apenas pesquise “headers” na lista de pacotes e exclua os antigos conforme mostrado abaixo.

Stacer mostrando headers

Apenas para avisá-lo, você não deseja remover “linux-headers-generic”. Foque apenas naqueles que possuem números de versão.

E, é isso, está pronto, o apt estará funcionando novamente e você liberou com sucesso algum espaço de sua partição /boot. Da mesma forma, você pode fazer isso usando qualquer outro gerenciador de pacotes com o qual se sinta confortável.

Usando a linha de comando para remover kernels antigos

É a mesma coisa, mas apenas usando o terminal. Portanto, se você não tiver a opção de usar uma GUI (se for uma máquina / servidor remoto) ou se estiver apenas familiarizado com o terminal, siga as etapas abaixo.

Primeiro, liste todos os seus kernels instalados usando o comando abaixo:

Comandos para usar no terminal

ls -l /boot

Deve ser parecido com isto:

Terminal mostrando listagem de arquivos da partição boot

Os que são mencionados como “antigos” ou os que não correspondem à versão atual do kernel são os kernels não usados que você pode excluir.

Agora, você pode usar o comando rm para remover os kernels específicos da partição de inicialização usando o comando abaixo (um único comando para cada):

Comandos para usar no terminal

sudo rm /boot/vmlinuz-5.4.0-7634-generic

Certifique-se de verificar a versão do seu sistema — pode ser diferente para o seu sistema.

Se você tiver muitos kernels não utilizados, isso vai demorar. Portanto, você também pode se livrar de vários kernels usando o seguinte comando:

Comandos para usar no terminal

sudo rm /boot/*-5.4.0-{7634}-*

Para esclarecer, você precisa escrever a última parte / código das versões do Kernel separados por vírgulas para excluí-los todos de uma vez.

Suponha que eu tenha dois kernels antigos 5.4.0-7634-generic e 5.4.0-7624, o comando será:

Comandos para usar no terminal

sudo rm /boot/*-5.4.0-{7634,7624}-*

Se você não quiser ver a versão antiga do kernel no menu de inicialização do grub, você pode simplesmente atualizar o grub usando o seguinte comando:

Comandos para usar no terminal

sudo update-grub

É isso aí. Você terminou. Você liberou espaço e também potencialmente consertou o APT quebrado se esse foi um problema depois que sua partição /boot estava cheia.

Em alguns casos, você pode precisar inserir estes comandos para consertar o apt quebrado (como observei nos fóruns):

Comandos para usar no terminal

sudo dpkg --configure -a

sudo apt install -f

Observe que você não precisa inserir os comandos acima, a menos que encontre o APT quebrado. Pessoalmente, eu não precisava desses comandos, mas foram úteis para alguns nos fóruns.description: '---' title: 'Como liberar espaço na partição /boot no Ubuntu Linux?' media_order: 'apt-autoremove-screenshot.jpg,command-kernel-list.jpg,liberando-espaco-na-particao-boot-no-ubuntu-linux.png,stacer-remove-kernel-header.png,stacer-remove-kernel.png,uname-r-screenshot.jpg,stacer-remove-kernel.png' revised: true taxonomy: assunto:

  • tutorial header_image_file: liberando-espaco-na-particao-boot-no-ubuntu-linux.png twitterenable: true twittercardoptions: summary articleenabled: true facebookenable: true original_title: 'How to Free Up Space in /boot Partition on Ubuntu Linux?' original_link: '/como-liberar-espaco-na-particao-boot-no-ubuntu-linux'

Outro dia, recebi um aviso de que a partição de boot está quase cheia ou não tem mais espaço. Sim, tenho uma partição de boot separada, acredito que poucas pessoas fazem isso hoje.

Esta foi a primeira vez que vi esse erro e isso me deixou confuso. Agora, existem várias maneiras de liberar espaço no Ubuntu (ou distros baseadas no Ubuntu), mas nem todas são úteis neste caso.

É por isso que decidi escrever sobre as etapas que segui para liberar algum espaço na partição /boot.

Libere espaço na partição /boot do Ubuntu (se a partição de boot estiver ficando sem espaço)

Título "Liberando espaço na partição /boot no Ubuntu"

Aconselho você a ler atentamente as soluções e seguir a mais adequada para sua situação. É fácil, mas você precisa ter cuidado ao executar alguns deles em seus sistemas de produção.

Método 1: usando apt autoremove

Você não precisa ser um especialista em terminal para fazer isso, é apenas um comando e você removerá kernels não utilizados para liberar espaço na partição /boot.

Tudo que você precisa fazer é digitar:

Comandos para usar no terminal

sudo apt autoremove

Isso não apenas removerá kernels não utilizados, mas também eliminará as dependências de que você não precisa ou que não são necessárias para nenhuma das ferramentas instaladas.

Depois de inserir o comando, ele listará as coisas que serão removidas e você só precisa confirmar a ação. Se estiver curioso, você pode examiná-lo cuidadosamente e ver o que ele realmente remove.

É assim que vai ficar:

Terminal mostrando o comando apt autoremove

Você deve pressionar Y para continuar.

É importante notar que esse método só funcionará se você tiver um pouquinho de espaço restante e receber o aviso. Mas, se sua partição /boot estiver cheia, o APT pode nem funcionar.

No próximo método, destacarei duas maneiras diferentes pelas quais você pode remover kernels antigos para liberar espaço usando uma GUI e também o terminal.

Método 2: Remover Kernel não usado manualmente (se o apt autoremove não funcionar)

Antes de tentar remover qualquer kernel antigo para liberar espaço, você precisa identificar o kernel ativo atual e certificar-se de não excluí-lo.

Para verificar a versão do kernel, digite o seguinte comando no terminal:

Comandos para usar no terminal

uname -r

O comando uname é geralmente usado para obter informações do sistema Linux. Aqui, este comando exibe o kernel Linux atual em uso. Deve ser assim:

Terminal mostrando o comando uname

Agora que você sabe qual é o seu kernel Linux atual, basta remover aqueles que não correspondem a esta versão. Você deve anotá-lo em algum lugar para garantir que não o remova acidentalmente.

Em seguida, para removê-lo, você pode utilizar o terminal ou a GUI.

Atenção: Seja extremamente cuidadoso ao excluir kernels. Identifique e exclua apenas kernels antigos, não o atual que você está usando, caso contrário, você terá um sistema quebrado.

Usando uma interface gráfica para remover kernels Linux antigos

Você pode usar o Gerenciador de Pacotes Synaptic ou uma ferramenta como o Stacer para começar. Pessoalmente, quando encontrei uma partição full /boot com o apt quebrado, usei o Stacer para me livrar dos kernels mais antigos. Então, deixe-me mostrar como fica.

Primeiro, você precisa iniciar o “Stacer” e, em seguida, navegar até o desinstalador do pacote, conforme mostrado na captura de tela abaixo.

Stacer mostrando kernels instalados

Aqui, procure por “image” e você encontrará as imagens dos Kernels Linux que possui. Você apenas tem que deletar as versões antigas do kernel e não sua imagem atual do kernel.

Eu indiquei meu kernel atual e kernels antigos no meu caso na imagem acima, então você deve ter cuidado com a versão do kernel em seu sistema.

Você não precisa deletar mais nada, apenas aqueles que são as versões mais antigas do kernel.

Da mesma forma, apenas pesquise “headers” na lista de pacotes e exclua os antigos conforme mostrado abaixo.

Stacer mostrando headers

Apenas para avisá-lo, você não deseja remover “linux-headers-generic”. Foque apenas naqueles que possuem números de versão.

E, é isso, está pronto, o apt estará funcionando novamente e você liberou com sucesso algum espaço de sua partição /boot. Da mesma forma, você pode fazer isso usando qualquer outro gerenciador de pacotes com o qual se sinta confortável.

Usando a linha de comando para remover kernels antigos

É a mesma coisa, mas apenas usando o terminal. Portanto, se você não tiver a opção de usar uma GUI (se for uma máquina / servidor remoto) ou se estiver apenas familiarizado com o terminal, siga as etapas abaixo.

Primeiro, liste todos os seus kernels instalados usando o comando abaixo:

Comandos para usar no terminal

ls -l /boot

Deve ser parecido com isto:

Terminal mostrando listagem de arquivos da partição boot

Os que são mencionados como “antigos” ou os que não correspondem à versão atual do kernel são os kernels não usados que você pode excluir.

Agora, você pode usar o comando rm para remover os kernels específicos da partição de inicialização usando o comando abaixo (um único comando para cada):

Comandos para usar no terminal

sudo rm /boot/vmlinuz-5.4.0-7634-generic

Certifique-se de verificar a versão do seu sistema — pode ser diferente para o seu sistema.

Se você tiver muitos kernels não utilizados, isso vai demorar. Portanto, você também pode se livrar de vários kernels usando o seguinte comando:

Comandos para usar no terminal

sudo rm /boot/*-5.4.0-{7634}-*

Para esclarecer, você precisa escrever a última parte / código das versões do Kernel separados por vírgulas para excluí-los todos de uma vez.

Suponha que eu tenha dois kernels antigos 5.4.0-7634-generic e 5.4.0-7624, o comando será:

Comandos para usar no terminal

sudo rm /boot/*-5.4.0-{7634,7624}-*

Se você não quiser ver a versão antiga do kernel no menu de inicialização do grub, você pode simplesmente atualizar o grub usando o seguinte comando:

Comandos para usar no terminal

sudo update-grub

É isso aí. Você terminou. Você liberou espaço e também potencialmente consertou o APT quebrado se esse foi um problema depois que sua partição /boot estava cheia.

Em alguns casos, você pode precisar inserir estes comandos para consertar o apt quebrado (como observei nos fóruns):

Comandos para usar no terminal

sudo dpkg --configure -a

sudo apt install -f

Observe que você não precisa inserir os comandos acima, a menos que encontre o APT quebrado. Pessoalmente, eu não precisava desses comandos, mas foram úteis para alguns nos fóruns.

Confira também a versão original desse post em inglês
Esse post foi originalmente publicado no site itsfoss.com. Traduzido pela rtland.team

How to Free Up Space in /boot Partition on Ubuntu Linux?

Propaganda
Blog Comments powered by Disqus.
Propaganda